Venda de caminhões sinaliza gradual recuperação em maio

10
Junho
 
 

As vendas de caminhões deram sinais de recuperação gradativa no último mês de maio, tendo alcançado 21,13% de crescimento na comparação com abril deste ano. No total, foram 4.736 unidades emplacadas, diante de 3.910 unidades em abril. O porcentual é o dobro do crescimento de 10,3% registrado nos emplacamentos de automóveis e comerciais leves.

Os números foram divulgados na última terça-feira, 2, pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O vice-presidente da área de caminhões, ônibus e implementos rodoviários da entidade, Sérgio Dante Zonta, observou, no entanto, que, na comparação com maio de 2019, o desempenho de maio deste ano mostrou-se bastante fraco.

De fato, maio de 2020 ficou 48,5% atrás de maio de 2019, quando foram vendidos 9.197 caminhões. Já na comparação entre as vendas acumuladas nos cinco primeiros meses deste ano com o período de janeiro-maio de 2019, a queda foi um pouco menor, de 26,09%, passando de 39.061 unidades em 2019 para 28.870 caminhões comercializados em igual período de 2020.

“No final das contas, apesar da conjuntura negativa em que estamos vivemos, não há como negar que houve uma recuperação, pequena, mas consistente, da venda de caminhões no Brasil”, disse Zonta, acrescentando que as vendas foram mais firmes nos segmentos Pesado e Extrapesado, principalmente em virtude da safra de grãos e do agronegócio, que representam quase 50% das exportações brasileiras.

Na avaliação do executivo, outro fator de estímulo ao aumento da venda de caminhões foi a demanda crescente por transporte de itens essenciais neste período de pandemia, feito basicamente através do modal rodoviário. “Mas também é preciso considerar que as taxas de juros e os prazos maiores para financiar caminhões estão voltando à normalidade e se tornando mais atraentes”, sublinhou Zonta.

As marcas de caminhões mais vendidas neste ano continuam sendo Mercedes-Benz, Volkswagen e Volvo. Só no primeiro trimestre de 2020, a Mercedes vendeu 6,9 mil caminhões (34,6% do mercado nacional), enquanto a Volkswagen comercializou 4,9 mil unidades, com participação de 24,4% e os 3,9 mil caminhões vendidos pela Volvo, a 18,4% do mercado.

 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil