Setor de máquinas já revê estimativas para 2017

04
Maio
 
 

No início deste ano, a Abimaq - entidade que reúne os fabricantes de máquinas e equipamentos do País - manifestava receio de que 2017 poderia mais um ano (o quarto consecutivo) de queda. Agora, após a divulgação dos resultados de março, a entidade já começa a ver possibilidades de que este exercício poderá ser positivo.

“A perspectiva que temos hoje, com a redução gradual das taxas de juros e o câmbio que em função disso tende a ficar mais competitivo para a indústria nacional exportar, é a de que devemos ter, a partir do segundo semestre, uma leve retomada, que vai fazer com que tenhamos números positivos em 2017”, analisa João Carlos Marchesan, presidente da Abimaq.

Os números de março foram animadores. Na comparação com fevereiro, o faturamento do setor em março registrou alta de 31,5%, a receita líquida interna teve alta de 16% e o consumo aparente cresceu 27,9%. Embora expressivo, o resultado ainda exige cautela. “Normalmente [devido à sazonalidade], o mês de março costuma ser positivo. É preciso observar o trimestre e no trimestre tivemos perdas em relação ao mesmo período do ano passado”, observa Marchesan.

Na comparação entre os primeiros trimestres de 2017 e 2016, o faturamento caiu 7,4%, enquanto o consumo aparente registrou baixa de 12% - a 9ª queda consecutiva neste tipo de comparação.

Mas existem outros fatores que estão contribuindo para que as perspectivas futuras do setor de máquinas e equipamentos se tornem mais otimistas: o faturamento do segmento de máquinas e implementos agrícolas (que já vinha em curva ascendente desde o ano passado) fechou o primeiro trimestre com crescimento de 29%. Além disso, o faturamento do segmento de máquinas e acessórios para a indústria do plástico deu um salto de 70% no mês de março, impulsionado pela realização da feira Plástico Brasil.

Os bons números obtidos pelos participantes da Plástico Brasil reforçam as expectativas de retomada da indústria de máquinas que terá em maio dois importantes eventos: a Agrishow, de 1 a 5, em Ribeirão Preto, e a Expomafe, de 9 a 13, no São Paulo Expo.

Comércio Exterior - O setor também registrou altas nas exportações e nas importações. Em março, as exportações atingiram US$ 945 milhões, o segundo melhor resultado da série histórica do setor, com alta de 55,6% sobre o mês anterior. Porém, de acordo com a Abimaq, essa alta em grande parte se deve a uma operação pontual - a exportação para a China de equipamentos para a área de saneamento, no valor de US$ 200 milhões.

No caso das exportações, o aumento foi de 38,6%. Assim como no caso das exportações, segundo a Abimaq, a alta se deve a “eventos pontuais em alguns segmentos de bens de capital”.
fonte:http://www.usinagem-brasil.com.br/

 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil