Scania inicia a produção de caminhões a gás no ABC

24
Fevereiro
 
 

A Scania Latin America começou a produzir na fábrica de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, os seus novos caminhões movidos a gás, nas versões GNV (Gás Natural Veicular) e GNL (Gás Natural Liquefeito).

Perto de R$ 30 milhões foram investidos na linha de montagem de São Bernardo para viabilizar a fabricação dos caminhões a gás, que contarão com motores Ciclo Otto importados. Os novos modelos estão incluídos no plano de investimento de R$ 2,6 bilhões, compreendido entre o período de 2016 e 2020, que contempla o lançamento da nova geração de caminhões da marca.

A unidade de São Bernardo do Campo será responsável em conduzir o desenvolvimento global dos veículos a gás. “A área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) irá liderar os futuros desenvolvimentos dessa tecnologia no grupo Scania”, informa Christopher Podgorski, presidente e CEO da Scania Latin America. A equipe de P&D no Brasil conta com mais de 270 engenheiros que atuam em sinergia com a matriz na Suécia.

O executivo explica que mais R$ 1.4 bilhão será investido entre 2021 a 2024 no desenvolvimento de tecnologias à base de combustíveis alternativos. “Queremos oferecer ao mercado soluções de transporte que também avancem no campo da sustentabilidade”, diz Podgorski.

A produção de caminhões a gás da Scania no Brasil segue os preceitos do Sistema Modular Scania, que permite a fabricação de diferentes modelos a partir de um número limitado de componentes, de acordo com a aplicação do veículo.

A diferença entre os modelos GNV e GNL está na instalação dos tanques, específicos para o armazenamento conforme o estado físico do combustível: gasoso por pressurização (GNV) ou líquido por resfriamento (GNL).

A utilização de GNV ou GNL reduz em até 15% o nível de emissão de dióxido de carbono. No caso do biometano, obtido a partir de resíduos orgânicos, a redução de CO2 pode chegar a até 90%.

As vendas dos veículos começaram em outubro do ano passado durante a Fenatran, organizada em São Paulo e considerada a maior feira do segmento de caminhões da América Latina. As primeiras entregas acontecem já a partir de abril. A Scania prevê entregar de 200 a 300 caminhões movidos a GNV no correr deste ano.

Oito grandes embarcadores já demonstraram oficialmente interesse em usar os caminhões a gás da montadora: Unilever, Ambev, Citrosuco, Usina Cocal, Usina São Martinho, Solar Coca-Cola, Pepsico e Syngenta.

Algumas destas empresas já estão, inclusive, fazendo testes com o cavalo mecânico R 410 6x2, equipado com motor Otto de 6 cilindros, 13 litros e 410 cavalos.
 
Fonte: http://www.usinagem-brasil.com.br/




 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil