Máquinas agrícolas: setor crescerá 15% no 2º semestre

05
Setembro
 
 

A New Holland está com expectativa bastante positiva para este segundo semestre. Em coletiva de imprensa, realizada na Expointer, feira do setor agroindustrial que se realiza no Rio Grande do Sul, o vice-presidente da companhia, Alessandro Maritano, afirmou que espera uma melhora do mercado brasileiro de máquinas agrícolas no segundo semestre.

Na avaliação do executivo, as vendas do setor de julho a dezembro deverão apresentar alta de 15% a 20% na comparação com o mesmo período de 2015. Com isso, a tendência é de que 2016 alcance o mesmo patamar de negócios verificado no ano passado (de janeiro a junho o setor apresentou retração superior a 20%).

A expectativa é que o setor encerre 2016 com 32 a 35 mil tratores comercializados e de 4 mil a 4,3 mil colheitadeiras. Em 2015, as vendas desses equipamentos registraram respectivamente 36 mil e 3,9 mil. "A perspectiva daqui até o final do ano é bem melhor, até porque o segundo semestre de 2015 foi muito fraco... Foi quando a crise se intensificou", afirmou.

Em 2017, o volume de negócios de máquinas agrícolas pode ter incremento de 10 a 20%, na opinião do executivo. Ele lembrou, porém, que em janeiro do próximo ano entra em vigor a nova legislação de emissão para os motores agrícolas, que deverão atender aos níveis MAR-1. "Isso pode distorcer um pouco o mercado de tratores. Pode impulsionar um pouco as vendas no último trimestre, para depois ter um primeiro trimestre de 2017 mais fraco", explicou.

 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil