Com apoio do Senai, concorrentes se unem para desenvolver produto

05
Outubro
 
 

Um grupo de 11 pequenas e médias empresas da área de autopeças irá participar de um projeto ambicioso e inovador: desenvolver baterias no sistema start-stop, presentes hoje em apenas 15% dos automóveis no Brasil, mas que se estima estarão em todos os automóveis fabricados no país até 2021.<br><br>As 11 empresas são dos estados do Paraná - 8 participantes - Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Goiás. O consórcio foi organizado pelo Senai - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial, que coordenará o desenvolvimento do produto por meio da sua rede de 26 institutos de inovação.<br><br>O projeto - cujo custo total é projetado em R$ 3,7 milhões - vai levar dois anos para terminar e contará com financiamento de R$ 1,2 milhão do Senai e de R$ 1,2 milhão da Embrapii - Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial. O restante da verba será dividido entre as 11 empresas consorciadas, que entrarão com R$ 110 mil cada uma delas, em suaves parcelas.<br><br>Apesar de juntas na empreitada, cada empresa terá, ao final do projeto, um produto único, devido ao fato de que cada fabricante utiliza uma matéria-prima e as manipula de forma diferente. “A solução tecnológica é a mesma, mas cada empresa vai ter o seu próprio produto”, explica Marcos Berton, pesquisador-chefe do Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica, do Paraná.<br><br>Bem mais sofisticada do que as baterias convencionais, as baterias que funcionam no sistema start stop destacam-se principalmente pela economia de combustível e pelas vantagens ambientais que proporcionam.<br><br>No sistema, o motor é automaticamente desligado toda vez que o condutor para o veículo, em um semáforo, por exemplo, e religado quando o motorista pisa no acelerador. Esse regime de funcionamento faz com que a bateria do carro seja mais exigida do que as tradicionais (de partida).<br><br>Além de abrir espaço para um investimento coletivo em um produto estratégico, o consórcio - o primeiro no Brasil com tantas empresas concorrentes unidas para desenvolver um novo produto do começo ao fim - também já permitiu às 11 companhias a melhoria das baterias de chumbo-ácido que hoje comercializam. <br>fonte: http://www.usinagem-brasil.com.br/<br>

 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil