Caoa demonstra interesse em comprar fábrica da Ford

07
Março
 
 

Parece haver boas chances de a planta da Ford de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, cujo encerramento das atividades até o final do ano foi anunciado pela montadora duas semanas atrás, continuar no mercado. Mas com novos proprietários.

O Grupo Caoa, que produz veículos da coreana Hyundai, inclusive dois modelos de caminhões leves, em Goiás, e da chinesa Chery e é também há décadas o maior distribuidor brasileiro da Ford, confirmou na última quarta-feira, 27 de fevereiro, que está realmente negociando a compra da fábrica.

Em seu comunicado oficial, no entanto, a direção da empresa salienta que “até o momento não há definição ou compromisso para a aquisição da planta”. A Ford tampouco confirmou a possível operação.

A possibilidade de a fábrica prosseguir suas atividades aumenta quando se leva em conta que, aparentemente, não é só a Caoa que está interessada na compra.

De acordo com o governador João Dória – que está se empenhando, juntamente com a prefeitura de São Bernardo do Campo, para dar um final feliz a essa história -, haveria ainda duas multinacionais de olho no negócio. Dória não revelou, porém, quais seriam essas empresas.

Cogita-se até que a GM, a maior concorrente da Ford e que há pouco ameaçava deixar o Brasil, teria demonstrado interesse em adquirir a fábrica do ABC, assim como a chinesa Foton, que produz caminhões na fábrica da Agrale, em Caxias do Sul (RS).

Com o fechamento da unidade de São Bernardo do Campo, que existe desde 1967 empregando atualmente 2.800 funcionários, a intenção da Ford é a de descontinuar a produção dos caminhões da marca e também do hatch Fiesta. Mas os veículos ainda deverão chegar às concessionárias ao longo dos meses seguintes ao encerramento da produção, no fim de 2019.

Na nota oficial em que comunicou o fechamento, divulgada em 19 de fevereiro, a Ford explicou que a sua saída do mercado de caminhões é um “importante marco para o retorno à lucratividade sustentável de suas operações na América do Sul”.

Acrescentou ainda que a decisão é parte do plano de reestruturação global da marca, que acaba de estabelecer uma parceria com a Volkswagen para a fabricação de picapes de médio porte e veículos comerciais. A montadora já havia anunciado que modelos como Focus e Fusion não terão novas gerações.

 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil