Bahia atrai 76 empresas e R$ 7,2 bi em investimentos

31
Outubro
 
 

De janeiro a setembro de 2016, o Governo da Bahia assinou 76 protocolos de intenção de investimentos que totalizam R$ 7,2 bilhões e a criação de 7,8 mil empregos. Deste total, 51 empresas serão implantadas e 25 ampliadas. O interior baiano será contemplado com 70% dos protocolos, que representam investimento de R$ 6,1 bilhões e uma geração de 4,7 mil empregos.

O segmento de Eletricidade e Gás é um dos destaques. Somente a italiana Enel Green Power assinou dois protocolos este ano. Um em Brumado, para geração de energia eólica, e outro em Tabocas do Brejo Velho, para geração de energia solar. Juntos, os empreendimentos somam investimento de R$ 840 milhões e 860 novos empregos.

Já a Globo Brasil chega para adensar a cadeia produtiva de energia solar no Estado, que concentra os maiores projetos de parques fotovoltaicos do País. Serão investidos R$ 245 milhões, com a geração de mais de 300 postos de trabalho. A fábrica vai produzir células voltaicas e, posteriormente, painéis solares em Camaçari.

Outro destaque é o segmento de Papel e Celulose. A Suzano irá ampliar a fábrica em Mucuri, no extremo-sul da Bahia, com investimentos de R$ 700 milhões e geração de 1.150 empregos diretos nas obras civis e 50 novos postos de trabalho, que se somarão aos 2,4 mil já existentes naquela unidade fabril. A Veracel - uma das gigantes do setor de celulose, controlada pela brasileira Fibria Celulose e pela sueco-finlandesa Stora Enso - também vai ampliar e investir R$ 700 milhões na fábrica de Eunápolis, até o próximo ano.

Empresas implantadas - Até julho, 40 empreendimentos foram implantados e quatro ampliados, totalizando R$ 2,63 bilhões em investimentos e a geração de 4,5 mil novas vagas de empregos. O segmento Eletricidade e Gás foi mais uma vez o responsável pela maior parte dos investimentos, um total de R$ 1,8 bilhão com 21 usinas eólicas implantadas no semiárido baiano e mais 491.900 kW adicionados à rede elétrica. A Tecsis - Tecnologia e Sistemas Avançados, o Juá Garden Shopping e a Lipari são os responsáveis pelo aumento no número de empregos.

A fábrica de produção de pás eólicas da Tecsis, que está com 20% das operações iniciadas no Polo Industrial de Camaçari, emprega até o momento 637 funcionários, mas a previsão é fechar o ano com 1.500 vagas ocupadas. Com investimentos da ordem de R$ 220 milhões, a planta tem capacidade para produzir 2,5 mil pás por ano, em 12 linhas de produção. De acordo com a Tecsis, com a capacidade máxima instalada, a fábrica pode empregar até seis mil pessoas. A meta é chegar a até o final de 2018 com três mil colaboradores.

Novos empreendimentos - Além dos investimentos implantados, alguns grupos baianos e grandes redes anunciaram novos investimentos e ampliações no estado. Existe uma previsão de 21 novas empresas se implantarem até dezembro. Serão investidos R$ 628 milhões e criados 1.291 empregos. O maior investimento é da Bridgestone, fabricante de pneus que investirá R$ 262 milhões na ampliação da planta industrial da Bahia, sendo R$ 252 milhões no incremento da produção e R$ 10 milhões na construção de um centro de distribuição. Atualmente a fábrica trabalha em três turnos e espera chegar, com a ampliação, a produzir 8,1 mil pneus/dia. Em seguida vem o segmento Químico e Petroquímico, com a Estireno do Nordeste (EDN), unidade da Unigel em Camaçari, que também está sendo ampliada e tem investimentos da ordem de R$ 243 milhões.

 
 

Voltar

 
Newsletter
 

BakelitSul Acessórios Industriais


Componentes padronizados para máquinas e equipamentos

Rua Jacob Luchesi, 2135 - 95032-000 Bairro Santa Catarina - Caxias do Sul - RS - Brasil